Tiago Santana (Afrotometria),
Eustáquio Neves e
Derí Andrade(Projeto Afro)

Painel Festival 2020

19 de Novembro

Às 19h

Tiago R. Santana.jpg
Eustáquio_Neves.jpeg
Derí_Andrade.jpg
diCampana Logo.png

Vídeo de abertura:

Dicampana coletivo

Um Recorte na Antologia da Fotografia Afro - brasileira

Afrotometria é um coletivo de fotografia preta que formou-se em 2018, a partir da inquietação causada pela ausência de profissionais negros no mercado audiovisual, exercendo protagonismo em processos de criação e expondo seus trabalhos. 

Tiago Santana é fotojornalista, arte educador e faz parte do coletivo afrotometria. Formado em produção audiovisual e técnico em processos fotográficos, especializou-se em retratar pessoas negras e através desse tema desenvolve projetos e oficinas.

Artista visual autodidata, formado em química em 1980. Nasceu, trabalha e mora no Brasil. Desde 1989, pesquisa e desenvolve técnicas alternativas e multidisciplinares, manipulando negativos e cópias na fotografia. Nos últimos quinze anos, vem pesquisando as mídias eletrônicas, incluindo sequência e movimento. Entre outras linhas de interesse, discute temas relacionados à identidade e à memória da cultura afrodescendente com o trabalho social e crítico, o que muitas vezes leva a diferentes níveis de leitura.
Seu trabalho tem sido amplamente divulgado em várias mostras no Brasil e no exterior, e tem recebido prêmios e consagração do público e da crítica.

Entre outros, recebeu os prêmios:

Vídeo Experimental “Dead Horse” Filme em Minas / Secretaria de Estado da Cultura / Brasil;
Prémio Videobrasil e WBK Vrije Academie Residence, Dan Haag / Holanda;
Prêmio C Magazine / Ivory Press Collection, Londres / Reino Unido;
Prêmio Especial Porto Seguro de Fotografia, São Paulo / Brasil;
PRÉMIO J. P. MORGAN PRÊMIO FOTOGRAFIA FOTOGRAFIA, São Paulo / Brasil;
Residence Grant no Gasworks Studios e no Triangle Arts Trust com apoio do Autograph - ABP, Londres / Reino Unido;
Prêmio Nacional de Fotografia do Ministério da Cultura e Funarte /
Rio de Janeiro, Brasil;
Bolsa ZUM de Fotografia, 2019, IMS/ SP.

 

Deri Andrade, alagoano radicado em São Paulo, é jornalista (Centro Universitário Tiradentes - Unit), com especialização em Cultura, Educação e Relações Étnico-raciais pelo CELACC - Centro de Estudos Latino Americanos sobre Cultura e Comunicação (USP), onde aprofundou suas pesquisas sobre arte afro-brasileira, investigando a correlação entre conteúdo e forma presente nas poéticas de artistas negros/as/es. É aluno especial de mestrado no Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte, nas disciplinas História da Arte Contemporânea e História da Arte Africana. Desenvolveu a plataforma Projeto Afro, resultado de um mapeamento de artistas negros/as/es em âmbito nacional, por entender que a arte é um importante campo de disputa e também instrumento catalisador na luta antirracista. Tem passagens por instituições culturais, entre elas o Museu de Arte Moderna de São Paulo (atualmente), a Unibes Cultural e o Instituto Brincante.
 

Acompanhe:

Tiago Santana:

Afrotometria:

Site: https://www.afrotometria.com.br/

Derí Andrade:

Projeto Afro:

Site: https://projetoafro.com/

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Instagram

LIVE

Convidados do Festival 2020:

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom