A VILA

    Paranapiacaba (termo tupi-guarani que significa “lugar de onde se avista o mar”) surgiu em 1867, para abrigar os funcionários do sistema de trens funiculares (articulados com contrapesos). 

   

     Construído pela São Paulo Railway Company (SPR) para transpor os 800 metros de altura da Serra do Mar, o sistema ferroviário proporcionou o escoamento da produção do café proveniente do interior do Estado de São Paulo para o Porto de Santos. Formada por imigrantes ingleses num período escravocrata, a vila é inserida no meio da Mata Atlântica.

     

     Mesmo com a crise cafeeira de 1929, Paranapiacaba ainda funcionava a todo vapor.  Em outubro de 1946, a SPR foi encampada pela União, dando origem à "Estrada de Ferro Santos-Jundiaí". No entanto, somente em 1950, a SPR foi incorporada à Rede Ferroviária Federal.

​     

     Já em declínio, o sistema funicular teve um grande impacto com um incêndio que atingiu a antiga estação em janeiro de 1981, sendo completamente desativado no ano seguinte. Apesar da queda no investimento ferroviário, a Vila é um legado histórico de uma São Paulo Imperial além de ser tombada como Patrimônio da Humanidade.

REALIZAÇÃO
APOIO EDUCACIONAL
APOIO INSTITUCIONAL
PARCEIROS
APOIO

CONTATO

SIGA O FFP

Tel.: +55 11 9 4543 0200

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

© 2020.:Festival de Fotografia de Paranapiacaba