Sociedade Fluminense de Fotografia | Mostra Coletiva

Em tempos de incerteza, desde a queda da antiga visão de mundo baseada no progresso, acredita-se, já não surtem mais efeito as posturas utópicas de confronto direto, típicas das vanguardas modernas, mas, antes, as infiltrantes atitudes micropolíticas a ponto de, como no dizer de João Cabral de Melo Neto, não se sabe “(...) se o inoculado é vírus ou vacina (...).”

Procurando operar no contexto do tema do festival por meio de leituras metafóricas individuais, a Sociedade Fluminense de Fotografia, representada por seu Núcleo de Fotografia Contemporânea, faz-se expressar com uma pluralidade de resistências íntimas.